Plataforma digital aproximará demanda e oferta no setor eletroeletrônico

Já está em andamento no Rio Grande do Sul o desenvolvimento do Eletron Place, primeira plataforma digital de negócios do setor eletroeletrônico, que está sendo desenvolvida pelo APL de Automação e Controle do eixo Porto Alegre-Caxias do Sul. Gerido pela Abinee (Assoc. Bras. da Ind. Elétrica e Eletrônica) e apoiado pela SDECT (Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do RS), o projeto aproxima demandantes e ofertantes em um ambiente digital exclusivo.

Inicialmente, a plataforma será composta por três módulos: e-commerce, para comercialização de produtos e equipamentos eletroeletrônicos, seja para uso industrial ou residencial; classificados, para comercialização de componentes, matérias-primas, insumos, máquinas e outros recursos não caracterizados como produto final das empresas utilizados para o desenvolvimento de produtos; e demandas e projetos, em que empresas de qualquer segmento podem publicar suas necessidades, de qualquer porte, na área de automação e controle.

O nome se refere ao setor eletroeletrônico (eletron) e ao novo espaço de mercado (place). Na marca está representada a conexão entre as empresas através de uma rede que, em um espaço digital, resulta em proximidade para a geração de negócios.

Recentemente, empresários, representantes de entidades, professores e pesquisadores se reuniram para propor soluções e caminhos para a sustentabilidade da plataforma. Os participantes elencaram os pontos positivos, melhorias e desafios do Eletron Place e sugeriram propostas para viabilizar sua sustentação econômica.

Um dos consensos foi de que o projeto terá grande potencial em função do seu ineditismo no mercado e pela facilidade que deve proporcionar às empresas participantes. “Vamos utilizar as possibilidades que o universo digital nos oferece para gerar mais vantagens para as empresas do nosso setor”, avaliou Régis Haubert, diretor regional da Abinee.

O lançamento do Eletron Place está previsto para o final de 2018.

 

Fonte: AlfaBeta Comunicação

Deixe uma resposta